domingo, 8 de abril de 2018

Lucas Di Grassi conquista primeira vitória na Stock Car

Resultado também foi a primeira vitória da HERO Motorsport na categoria. Bruno Baptista foi destaque por ganhar seis posições nas duas largadas deste domingo.


Pra lavar a alma. Após um final de semana sem pontos em Interlagos, Lucas Di Grassi se recuperou em Curitiba, e em grande estilo. O dono do carro #11 venceu pela primeira vez na categoria, garantiu também a primeira vitória da equipe HERO Motorsport e foi o piloto que mais pontos conquistou no final de semana, com 35. A sexta colocação na Corrida 1 somada a vitória na segunda prova garantiram Di Grassi como vice líder do campeonato.

Essa foi a primeira etapa da Stock que Di Grassi disputou sozinho, as quatro outras participações foram na Corrida de Duplas. "Eu economizei na primeira corrida, fiz uma estratégia um pouco mais conservadora, abasteci mais tempo, economizei pneu e economizei push. Então na segunda corrida até sobraram quatro pushs, não precisei nem usar. O carro estava muito bom e a equipe fez um trabalho excelente. Gostaria de agradecer ao trabalho de todo mundo aqui da equipe. Estou muito satisfeito em ter conseguido minha primeira vitória, logo em minha primeira corrida sem ser a prova de duplas", comentou Di Grassi.

Apesar de pouco tempo na categoria, Di Grassi guiou como veterano e usou toda sua experiência no automobilismo para subiu ao degrau mais alto do pódio. "A corrida na Stock é muito divertida, o formato com o HERO Push é muito legal. Então eu me diverti muito mas eu também trabalhei demais pra chegar nesse nível de carro. A equipe trabalhou muito no verão e também entre a primeira corrida e essa. Isso resume o nosso esforço e prova que a gente está aqui pra ficar, pra ser competitivo", acrescentou Lucas.

Bruno Baptista também teve um bom final de semana e se destacou principalmente nas duas largadas. O mais jovem piloto do grid largou na 12a posição nas duas provas e em ambas já aparecia em sexto após a primeira curva. O trabalho entre as etapas foi fundamental para Bruno. "Nada é sorte, eu estudei muito as largadas, fiquei vendo vídeo esses últimos dias, e até hoje de manhã, de todas as largadas dos anos anteriores da Stock Car e essa preparação me ajudou muito. Infelizmente na segunda corrida a gente teve uma falha de motor e ele não estava 100%. Na primeira corrida eu tive um erro que me fez perder bastante tempo", explicou o piloto de 21 anos.

No entanto, Bruno acredita que a experiência adquirida em Curitiba será muito importante para o campeonato. "Foi um bom fim de semana, a gente vinha melhorando o carro a cada treino. E a equipe fez um bom trabalho para a classificação. Podiamos ter classificado entre os 10, mas fiquei super feliz. Isso tudo é um aprendizado. Essa foi minha primeira corrida sozinho mesmo, guiando o carro da Stock. Acho que a gente tinha potencial até para estar no pódio hoje. Mostramos que a equipe vai brigar durante todo o ano. O Di Grassi tenho certeza que vai brigar pelo campeonato e os dois carros vão brigar pelo pódio", complementou Baptista, que finalizou as corridas em 12o e 14o e somou seus primeiros pontos no campeonato.



Resultado – Corrida 1*:
1. 88 Felipe Fraga (Cimed Racing) – 30 voltas em 42:28.634
2. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) – a 1.824
3. 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 2.843
4. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi) – a 3.507
5. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – a 5.708
6. 11 Lucas di Grassi (Hero Motorsport) – a 6.743
7. 0 Cacá Bueno (Cimed Racing) – a 10.988
8. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – a 11.552
9. 80 Marcos Gomes (Cimed Racing Team) – a 13.781
10. 8 Guilherme Salas (Bardahl Hot Car) – a 15.766
11. 5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports) – 17.125
12. 44 Bruno Baptista (Hero Motorsport) – a 18.167
13. 111 Rubens Barrichello (Full Time) – a 18.948
14. 18 Allam Khodair (Blau Motorsport) – 23.231
15. 33 Nelson Piquet Jr (Texaco Racing) – a 24.453
16. 90 Ricardo Maurício (Full Time) – a 27.645
17. 28 Galid Osman (Cavaleiro Sports) – a 28.109
18. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) – a 2 voltas
19. 117 Guilherme Salas (Bardahl Hot Car) – a 2 voltas
20. 70 Diego Nunes (Texaco Racing) – a 2 voltas
21. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power) – a 5 voltas
22. 51 Átila Abreu (Shell V-Power) – a 6 voltas
23. 55 Sérgio Jimenez (Squadra G Force) – a 6 voltas
24. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi) – a 8 voltas
NÃO COMPLETARAM (75% DA PROVA)
25. 9 Guga Lima (Squadra G Force) – a 9 voltas
26. 45 Fabio Carbone (Scuderia Colón) – a 11 voltas
27. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 11 voltas
28. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – a 13 voltas
29. 3 Bia Figueiredo (Ipiranga Racing) – a 14 voltas
30. 61 Fernando Croce (Scuderia Colón) – a 15 voltas
31. 12 Lucas Foresti (Cimed Racing Team) – a 18 voltas
32. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Contuflex) – a 18 voltas
33. 25 Tuka Rocha (Vogel Motorsport) – a 22 voltas
MELHOR VOLTA: Felipe Fraga – 1:09.097
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas


Resultado Corrida 2 – Stock Car*:
1. 11 Lucas di Grassi (Hero Motorsport) – 28 voltas em 41:30.922
2. 0 Cacá Bueno (Cimed Racing) – a 0.661
3. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – a 1.886
4. 111 Rubens Barrichello (Full Time) – a 5.777
5. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi) – a 6.909
6. 8 Rafael Suzuki (Bardahl Hot Car) – a 7.536
7. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 8.353
8. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power) – a 8.856
9. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – a 9.470
10. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) – a 10.538
11. 25 Tuka Rocha (Vogel Motorsport) – a 11.091
12. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Contuflex) – a 11.535
13. 45 Fabio Carbone (Scuderia Colón) – a 14.137
14. 44 Bruno Baptista (Hero Motorsport) – a 14.676
15. 5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports) – a 15.936
16. 70 Diego Nunes (Texaco Racing) – a 40.154
17. 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 42.154
18. 33 Nelson Piquet Jr (Texaco Racing) – a 44.189
19. 28 Galid Osman (Cavaleiro Sports) – a 46.607
20. 18 Allam Khodair (Blau Motorsport) – a 2 voltas
NÃO COMPLETARAM (75% DE PROVA)
21. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – a 12 voltas
22. 9 Guga Lima (Squadra G Force) – a 14 voltas
23. 88 Felipe Fraga (Cimed Racing) – a 21 voltas
24. 80 Marcos Gomes (Cimed Racing Team) – a 23 voltas
25. 3 Bia Figueiredo (Ipiranga Racing) – a 23 voltas
26. 61 Fernando Croce (Scuderia Colón) – a 23 voltas
27. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi) – a 24 voltas
28. 90 Ricardo Maurício (Full Time) – a 25 voltas
MELHOR VOLTA: Diego Nunes – 1:18.882
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas

Texto: Eduardo Antonialli
Foto: Victor Eleutério

Nenhum comentário:

Postar um comentário