domingo, 26 de abril de 2015

Stock Car: Abbate pontua na corrida 1 e Fogaça é prejudicado por acidentes no Velopark

O estreante Raphael Abbate é o 19º na primeira prova e marca mais dois pontos na temporada. O companheiro Fábio Fogaça tinha tudo para conquistar um ótimo resultado, mas acabou prejudicado por batidas nas duas corridas.



Foram duas corridas cheias de toques e muita disputa. A terceira etapa da Stock Car no circuito do Velopark, em Nova Santa Rita (RS), neste domingo (dia 26), teve dois novos vencedores na temporada 2015. Daniel Serra faturou a primeira prova e Max Wilson levou a melhor na corrida 2. O pentacampeão Cacá Bueno terminou em quinto e segundo lugares e manteve a liderança da competição, agora com 62 pontos.

Na equipe Hot Car Competições (Bardahl), a expectativa era de melhores resultados, mas alguns acidentes na pista atrapalharam as corridas de Raphael Abbate e Fábio Fogaça. O estreante Abbate ainda saiu do circuito com dois pontos, pelo 19º lugar na corrida 1. Na prova seguinte, em virtude de diversos toques que levou, o piloto teve uma quebra e não pôde largar. Já Fogaça, que largou em 14º na primeira prova, vinha bem, já em 12º, quando foi atrapalhado por César Ramos, que teve uma quebra e estava muito lento na pista. O piloto da Hot Car não conseguiu desviar e acabou batendo forte e teve o radiador furado.

A equipe fez um excelente trabalho e Fogaça pôde alinhar no grid da corrida 2. Mas o piloto levou um toque na traseira e foi obrigado a abandonar novamente.

Apesar de não ter disputado a corrida 2, Abbate ficou contente com sua performance no Velopark. "Foi uma prova bem emocionante, bastante disputada. A gente estava com um carro muito bom, bem competitivo. Infelizmente, eu recebi um toque bem no início da corrida e acabei rodando. E ai fui poupando o carro, economizei push (botão de ultrapassagem), fiz tudo pensando na próxima corrida. O meu ritmo estava muito bom, praticamente o mesmo dos ponteiros, então a expectativa era fazer uma ótima segunda prova e chegar o mais na frente possível. Estava indo tudo bem, apesar de ter sido uma corrida muito conturbada, com muito bate-bate, mas estava bem bacana. Mas, infelizmente, em virtude de tantas batidas, eu tive uma quebra e não pude nem largar na última corrida. Mas estou muito contente com o desenvolvimento da equipe", contou o piloto de 23 anos, dono do Stock Chevrolet #26.

Já Fogaça lamentou o incidente com Ramos, que acabou punido. O piloto perderá 15 posições no grid de largada da próxima etapa. "O Cesar tinha problemas no carro e acredito que ele estava tentando ir para os boxes, mas quando você está na reta principal, pra chegar no box, tem quase uma volta inteira e andando a 20 km/h é muito difícil. Ele poderia ter ido pra grama ou ter esperado o grid inteiro passar na área de escape da reta principal. E eu achei que ele iria sair do traçado e como eu vinha muito rápido não deu tempo de tomar outra opção e acabamos batendo", explicou o piloto do Stock Chevrolet #72.

"Pra segunda corrida, apesar de todo o esforço da equipe, o carro já não tinha um desempenho bom. Mesmo assim, acho que ia conseguir chegar, me arrastando, mas iria. Mas acabei levando um toque do Denis. Ele me passou na freada e espalhou. Eu o ultrapassei de novo e ele me tocou na traseira. Foi uma pena. Não tivemos o resultado final, mas provei que a velocidade está ai e vamos agora trabalhar bastante para as provas em Curitiba", finalizou o piloto de Sorocaba, no interior de São Paulo.

A quarta etapa da Stock Car acontecerá dentro de um mês, no dia 31 de maio, no circuito internacional de Curitiba, em Pinhais.

Confira os resultados das corridas no Velopark:

Corrida 1
1. 29.Daniel Serra - Red Bull Racing - 47 voltas em 47min08s923
2. 80. Marcos Gomes - Voxx Racing Team - a 0.691
3. 4. Julio Campos - Prati-donaduzzi - a 3.630
4. 111. Rubens Barrichello - Full Time Sports - a 12.213
5. 0. Cacá Bueno - Red Bull Racing - a 21.813
6. 90. Ricardo Maurício - Eurofarma RC - a 22.876
7. 18.Allam Khodair - Full Time Sports - a 24.810
8. 70. Diego Nunes - Vogel Motorsport - a 26.113
9. 73. Sergio Jimenez - C2 Team - a 26.833
10. 65. Max Wilson - Eurofarma RC - a 27.939
11. 77. Valdeno Brito - Shell Racing - a 29.325
12. 21. Thiago Camilo - Ipiranga-RCM - a 30.106
13. 10.Ricardo Zonta - Shell Racing - a 30.433
14. 88. Felipe Fraga - Voxx Racing Team - a 34.580
15. 8. Rafael Suzuki - RZ Motorsport - a 46.945
16. 51. Átila Abreu - AMG Motorsport - a 47.848
17. 2. Rafa Matos - Schin Racing Team - a 49.100
18. 110. Felipe Lappena - Schin Racing Team - a 1 volta
19. 26. Raphael Abbate - Hot Car Competições - a 1 volta
20. 12. Lucas Foresti - AMG Motorsport - a 2 voltas
21. 74. Popó Bueno - Cavaleiro Racing Sports - a 2 voltas
22. 46. Vitor Genz - Boettger Competições - a 3 voltas
23. 3. Bia Figueiredo - União Química Racing - a 3 voltas
24. 1. Antonio Pizzonia - Prati-donaduzzi - a 11 voltas
25. 14. Luciano Burti - RZ Motorsport - a 14 voltas
26. 28. Galid Osman - Ipiranga-RCM - a 15 voltas
27. 83. Gabriel Casagrande - C2 Team - a 16 voltas
28. 25. Tuka Rocha - União Química Racing - a 29 voltas
29. 72. Fábio Fogaça - Hot Car Competições - a 32 voltas
30. 5. Denis Navarro - Vogel Motorsport - a 34 voltas
31. 11. César Ramos - Cavaleiro Racing Sports - a 41 voltas
Volta mais rápida: Rubens Barrichello - 54s776

Corrida 2
1. 65. Max Wilson - Eurofarma RC - 26 voltas em 28min06s567
2. 0. Cacá Bueno - Red Bull Racing - a 1.343
3. 4. Julio Campos - Prati-donaduzzi - a 3.024
4. 29. Daniel Serra Red Bull Racing - a 3.774
5. 111. Rubens Barrichello - Full Time Sports - a 5.327
6. 110. Felipe Lapenna - Schin Racing Team - a 11.440
7. 83. Gabriel Casagrande - C2 Team - a 11.930
8. 10. Ricardo Zonta - Shell Racing - a 12.299
9. 46. Vitor Genz - Boettger Competições - a 13.418
10. 21. Thiago Camilo - Ipiranga-RCM - a 14.219
11. 74. Popó Bueno - Cavaleiro Racing Sports - a 14.220
12. 1. Antonio Pizzonia - Prati-donaduzzi -a 15.797
13. 14. Luciano Burti - RZ Motorsport -a 18.484
14. 18. Allam Khodair - Full Time Sports - 18.588
15. 12. Lucas Foresti - AMG Motorsport - a 20.298
16. 73. Sérgio Jimenez - C2 Team - a 27.519
17. 3. Bia Figueiredo - União Química Racing - a 28.237
18. 80. Marcos Gomes - Voxx Racing Team - a 34.793
19. 8. Rafael Suzuki - RZ Motorsport - a 36.882
20. 90. Ricardo Maurício - Eurofarma RC - a 48.192
21. 28. Galid Osman - Ipiranga-RCM - a 6 Voltas
22. 51. Átila Abreu -. AMG Motorsport - a 6 Voltas
23. 5. Denis Navarro - Vogel Motorsport - a 7 Voltas
24. 25. Tuka Rocha - União Química Racing - a 9 Voltas
25. 2. Rafa Matos - Schin Racing Team - a 11 Voltas
26. 77. Valdeno Brito - Shell Racing - a 14 Voltas
27. 72. Fábio Fogaça - Hot Car Competições - a 22 Voltas
28. 70. Diego Nunes - Vogel Motorsport
29. 88. Felipe Fraga - Voxx Racing Team
30. 26. Raphael Abbate - Hot Car Competições
31. 11. César Ramos - Cavaleiro Racing Sports
Volta mais rápida: Ricardo Maurício - 54s631
*#11 perde 15 posições no grid da próxima etapa por atitude anti-desportiva

Os melhores na temporada 2015 (após três de 12 etapas):
1º) Cacá Bueno, 62
2º) Júlio Campos, 59
3º) Marcos Gomes, 51
4º) Rubens Barrichello, 49
5º) Max Wilson, 48
6º) Ricardo Maurício, 44
7º) Allam Khodair, 40
8º) Thiago Camilo, 38
9º) Daniel Serra e Sérgio Jimenez, 36
27º) Raphael Abbate, 3


Texto: FG COM
Foto: Vanderley Soares

Nenhum comentário:

Postar um comentário