quinta-feira, 19 de março de 2015

Nicolas Costa estreia na Stock Car em Goiânia

Campeão de diversas categorias do automobilismo de base, carioca disputa prova de duplas com o paulista Raphael Abbate.



Depois de participar de diversas categorias do automobilismo brasileiro, europeu e americano, Nicolas Costa retorna ao Brasil para disputar, pela primeira vez na carreira, uma prova de Stock Car. A estreia do carioca de 23 anos acontece neste fim de semana, na corrida de duplas, que abre a temporada 2015 do maior campeonato de Turismo do país, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia. Nicolas foi convidado pelo paulista Raphael Abbate, também com 23 anos, que participará de todo o campeonato pela equipe Hot Car Competições.

"Estava almoçando e recebi uma mensagem do Raphael me convidando para disputar junto com ele a corrida de duplas da Stock Car. Não tive a menor dúvida em aceitar imediatamente. Gostaria de agradecê-lo por confiar no meu trabalho e sei que será uma tarefa difícil para mim. Não conheço o carro, mas o objetivo é aprender o mais rápido possível e ajudar o Raphael com um bom resultado", observou Costa, que correu junto com o companheiro em várias categorias do kartismo brasileiro.

Raphael Abbate, que tem passagens pela F3 Sul-americana, USF2000 e Brasileiro de Turismo, espera uma parceria de sucesso com o carioca. "Estou bastante feliz em contar com o trabalho do Nicolas nesta corrida de duplas. Apesar da pouca idade, ele tem bastante experiência na Europa e nos Estados Unidos. Conquistou diversos títulos e fez parte do programa de desenvolvimento de talentos da Ferrari. Só pelo currículo dá para ver que é um excelente piloto", disse o paulista, vice-campeão do Brasileiro de Turismo no ano passado.

Campeão da Fórmula Futuro em 2010 e do Campeonato Italiano e Europeu de Fórmula Abarth em 2012, o carioca ganhou também o Capacete de Ouro e de Prata - maior premiação do automobilismo brasileiro - por conta de seu sucesso nas categorias de base do automobilismo. Porém, devido aos recursos limitados, o piloto optou por seguir carreira nos Estados Unidos, em uma das categorias de acesso à Fórmula Indy: a Pro Mazda. Mesmo com bons resultados, o destino de Nicolas é incerto neste ano pela ausência de patrocinadores.

"Ainda não sei o que vou fazer nesta temporada. É uma situação bastante complicada porque corro o risco de ficar a pé. Nunca tivemos uma situação confortável no que diz respeito a patrocinadores nos anos que participei de alguma categoria do automobilismo. Porém, quero transformar esta oportunidade na Stock Car em algo concreto para 2015. Vivemos uma situação difícil no país e não há muito o que fazer. Vou dar o meu melhor na corrida de Goiânia e continuar trabalhando em minha carreira", concluiu.


Texto: MediaOne Comunicação
Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário