sexta-feira, 6 de março de 2015

Constantino Jr. é pole na abertura da Porsche GT3 Cup em Curitiba

Daniel Paludo "empata" com Fábio Alves em treino livre da Challenge disputado sob chuva .



Com pneus slick e para chuva, os pilotos da Porsche GT3 Cup Challenge mataram a saudade da categoria em grande estilo no primeiro dia de atividades oficiais da categoria em 2015. Com 34 dos 35 inscritos para as provas de abertura na pista, os tempos de volta foram muito parelhos em todos os treinos, o que ilustra a tabela de tempos da sessão livre da Challenge, com Daniel Paludo e Fábio Alves cravando rigorosamente a mesma marca.

Nesse cenário, quem se deu melhor foi o atual campeão da Cup, Constantino Jr. O piloto do carro #00, que estreia novo layout em 2015, foi o destaque no Top10, para chegar a sua 18ª pole na categoria.

"Durante o dia todo consegui mostrar muita consistência. Largar na frente é sempre melhor que sair atrás e isso traz uma perspectiva boa. Mas tomada de tempo não ganha corrida. Se tiver chuva, então é uma vantagem enorme para pegar a pista limpa. Mas na corrida no seco está todo mundo muito próximo. Os adversários têm muita bagagem e saberão aproveitar qualquer oportunidade, então estou feliz mas naturalmente sei que não garante nada", afirmou o bicampeão, que é recordista de vitórias na década de história da Porsche GT3 Cup Challenge (36).

Logo a seguir no grid está outro bicampeão: Ricardo Rosset, que além de um novo layout passa a usar o número 11 neste ano. "Nós dois viemos embalados do ano passado e isso é muito legal, ambos estamos com fome de vencer. Tentei mudar um pouco o acerto do Q1 para o Q2 porque a pista estava secando, mas o pneu traseiro esquentou demais e nas últimas voltas não conseguia tirar mais nada. O campeonato vai ser muito disputado e o Miguel Paludo veio junto também", disse ele.

O terceiro na tomada também tem dois títulos na categoria e saiu muito satisfeito depois de retornar à Porsche GT3 Cup Challenge.

"Foi um dia extremamente positivo. No último treino livre na chuva me adaptei bem ao carro e consegui duas voltas boas na tomada. No Q2 fiz mais duas voltas rápidas e vim para box, porque a pista estava secando e não tinha como extrair mais do carro com aquele jogo de pneus de chuva. Nos treinos fui oitavo, sétimo e terceiro na tomada, então estou dando os passos certos. Estou louco para passar um jogo de pneu slick novo, porque enquanto a pista esteve seca eu acabei usando só pneus usados", disse o gaúcho. Depois de mais de 60 corridas de Nascar (onde, via de regra, só se corre no seco), Paludo observou que sua maior dificuldade na adaptação às condições de chuva foi a visibilidade.

O quarto colocado no grid da Cup foi o melhor representante da Cup Sport na prova de classificação. É verdade que Gil Farah deu algumas escapadas de pista durante a tomada. Mas encaixou duas voltas voadoras, uma no Q1 e outra no Q2. "Realmente no Q1 errei muito, rodei em todas as voltas e consegui encaixar uma volta. Tinha receio de não fechar nenhuma volta e acabar largando lá atrás. E no Q2 também consegui uma volta inesperada pelo que eu tinha feito no Q1, então estou satisfeito", afirmou o competidor do carro# 81, que não disfarça sua preferência pela pista seca na rodada dupla de sábado.

Pedro Piquet, que também deu uma escapada de pista no Q1, larga em quinto em sua primeira participação na classe Cup. O campeão da F3 Brasil diz que seu carro se comportou bem tanto no piso seco quanto no molhado

"Começo do dia estava bem rápido no seco, na chuva foi um pouco mais difícil e acabei em terceiro no treino livre. No Q1 fui terceiro, só que eu andei demais, e depois não tive a melhor condição de pneu no Q2 quando a pista foi secando. O importante é que fomos bem nas duas condições", disse o piloto do carro #6.

O bicampeão Ricardo Baptista larga em sexto, uma posição à frente de Maurizio Billi, o melhor carro da categoria Cup Master no grid.

O estreante Lico Kaesemodel parte em oitavo lugar e definiu seu dia de estreia na Porsche Cup como "bem divertido". "Achei que o carro ia ser mais fácil de guiar, mas tem várias artimanhas, que em um dia de treino você não consegue andar igual aos adversários que estão há anos na categoria. No primeiro treino levei um susto e fiquei em 17º no seco, depois na chuva melhorou e fui décimo e então oitavo na tomada. Foi bom ir para o Q2 e se terminar a primeira corrida na posição de largada será bom, para largar na pole na segunda corrida."

A quinta fila será 100% da Cup Sport, com Edu Azevedo em largando em nono e Marcel Visconde em décimo.

Na classe Challenge, o estreante JP Mauro cravou a melhor marca do dia nos treinos livres, com 1min33s565. "No seco só consegui dar duas voltas porque teve uma bandeira vermelha no treino. Mas no molhado novamente andei bem. Já conhecia a pista e tinha andado aqui na chuva, o que me ajudou. Estou um pouco preocupado porque a classificação deve ser no seco pela manhã e vou precisar me adaptar nessa condição durante a tomada. Mas é um carro muito bom de guiar e acho que não terei problemas", contou o piloto do carro #27.

Outros destaques da Challenge foram Elias Azevedo (o mais veloz dos treinos opcionais disputados em pista seca), Daniel Paludo e o atual campeão, Fábio Alves. Os dois últimos registraram 1min34s067 no segundo treino livre, mas o gaúcho encabeça a lista pois cravou sua marca antes do carioca.

"Não tem empate no automobilismo, mas hoje os tempos foram rigorosamente iguais, o que não é uma coisa que a gente vê todo dia nas corridas. Sei que ainda posso melhorar, mas estou confiante para sábado", afirmou Paludo.

Já Fábio Alves destacou o equilíbrio da categoria. "O que vale é o cronômetro e fiquei satisfeito com a volta porque eu e o Paludo tivemos rigorosamente o mesmo tempo de volta, mas uma margem razoável para os concorrentes", frisou o dono do carro #63, para quem a experiência de conquistar o título da Challenge em dezembro do ano passado em Interlagos com uma condição climática similar à de Curitiba neste final de semana pesou na pilotagem nos treinos livres.

Neste sábado, estão previstas a tomada de tempo da Challenge e duas baterias de cada categoria. O portal Terra exibe toda a jornada ao vivo e a Band mostra as corridas no domingo a partir das 12h30.

Porsche GT3 Cup - Tomada de tempo:
1. Constantino Jr 1min27s909
2. Ricardo Rosset 1min28s176
3. Miguel Paludo 1min28s268
4. Gil Farah 1min28s913
5. Pedro Piquet 1min29s343
6. Ricardo Baptista 1min29s800
7. Maurizio Billi 1min30s131
8. Lico Kaesemodel 1min30s365
9. Edu Azevedo 1min30s606
10. Marcel Visconde 1min31s872
11. Adalberto Baptista 1min30s233
12. Beto Posses 1min30s250
13. Carlos Ambrósio 1min30s03
14. Gui Affonso 1min30s810
15. Carlos Silveira 1min31s008
16. Daniel Schneider 1min31s400
17. Marcelo Stallone 1min31s465
18. Sérgio Ribas 1min31s822
19. Guilherme Figueiroa 1min33s837
20. Sylvio de Barros 2min24s606
21. Pedro Queirolo - sem tempo

Programação - Etapa 1:
Sábado, 7 de março:
10h - 10h10 - Treino Classificatório Grupo A - Challenge
10h20 - 10h30 - Treino Classificatório Grupo B - Challenge
10h40 - 11h20 - Corrida 1 (25 min + 1 volta) - Cup
11h25 - 12h05 - Corrida 1 (25 min + 1 volta) Grupo B - Challenge
13h05 - 13h45 - Corrida 2 (25 min + 1 volta) - Cup
13h55 - 14h45 - Corrida 2 (25 min + 1 volta) Grupo A - Challenge
15h - 15h30 - Porsche Experience

Calendário - Porsche GT3 Cup Challenge
7.mar - Curitiba
18.abr - Velo Città
23.mai - Interlagos
27.jun - Velo Città
8.ago - Interlagos
19.set - Goiânia
24.out - Curitiba
15.nov - Interlagos
28.nov - Interlagos


Texto: Luís Ferrari
Foto: Luca Bassani

Nenhum comentário:

Postar um comentário