domingo, 8 de fevereiro de 2015

Sérgio Sette Câmara abriu temporada na Nova Zelândia

Piloto brasileiro foi convidado para participar do Toyota Racing Series, visando sua preparação para o Europeu de F-3.



Neste fim de semana, na distante Nova Zelândia, o piloto brasileiro Sérgio Sette Câmara (Banco Mercantil do Brasil | Patrus | Lalubema), deu início às suas atividades oficiais da temporada 2015. A convite da equipe Gilles Motorsport o piloto participou das atividades da terceira etapa do Toyota Racing Series no autódromo da cidade de Taupo.

Serginho, após as disputas de algumas provas da F3 Brasil, na temporada passada e a sua estreia no Europeu de F3, em Ímola, se dedicou bastante aos treinos de inverno, nas pistas europeias. Muito dedicado o piloto se ambientou bastante à categoria e, diante de vários convites, acabou aceitando o convite para finalizar a sua preparação para o ano com as disputas deste Campeonato.

Idealizado para suprir um período de inverno e neve nas pistas Europeias o Toyota Racing Series surgiu no cenário do automobilismo mundial como uma ótima oportunidade para que os pilotos se mantivessem em atividade e, logicamente, ampliassem a sua experiência diante de corridas competitivas e com adversários fortes. O calendário é composto por cinco rodadas triplas nos meses de janeiro e fevereiro e, nesta temporada, conta com a participação de mais de 20 pilotos.

Sette Câmara se juntou ao grupo do Campeonato neste fim de semana para disputar, exclusivamente, as duas últimas etapas. A primeira delas aconteceu na pista de Taupo, neste fim de semana e, no próximo fim de semana será o encerramento da temporada no autódromo de Manfeild.

Estreia em grande estilo

Como em qualquer ramo profissional quando você se insere em um grupo no meio de uma atividade existe o natural período de adaptação também nos carros de corrida. Sette Câmara, entretanto, ignorou esta parte na Nova Zelândia. Em seu primeiro treino oficial, sem nunca ter entrado na pista de Taupo, o piloto logo mostrou o motivo de sua participação e fez o tempo mais veloz da sessão.

No decorrer do fim de semana, adquirindo muita experiência e, acima de tudo, conhecendo o equipamento que também era novo para ele, o piloto brasileiro se posicionou como um dos mais velozes da pista. Diante de uma pista de mais de três quilômetros de extensão ele ficou com o quinto tempo nas tomadas de tempos e, na primeira corrida, também finalizou com o quinto lugar. Nas outras duas provas, com problemas no carro, ele finalizou em 13º e 15º.

"Estou muito feliz pela oportunidade que estou tendo de competir aqui na Nova Zelândia. Este Campeonato é muito tradicional hoje em dia e, na pista, estou concorrendo com alguns dos pilotos que serão os meus concorrentes durante toda a temporada do Europeu. Consegui ser rápido nos treinos e na tomada de tempos, mas, em condições de corrida os resultados das corridas dois e três não foram tão bons. Vou me esforçar ainda mais nas corridas de semana que vem e espero, realmente, voltar para o Brasil com um bom resultado aqui", comentou o piloto de 16 anos.


Texto: Quick Comunicação
Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário